31.07.10

Álbum conta início da trajetória de Anita Garibaldi

 

Detalhe da capa do álbum Anita Garibaldi - O Nascimento de uma Heroína. Crédito: divulgação

 

Passaram-se três anos entre a divulgação do projeto da biografia em quadrinhos de Anita Garibaldi (1821-1849) e o lançamento da obra, marcado para este sábado, em São Paulo.

"Anita Garibaldi - O Nascimento de uma Heroína" (edição do autor, 68 págs., R$ 20) cumpre a meta a que se propõe: narrar os primeiros acontecimentos que a tornaram uma das mulheres mais marcantes de nossa história.

Ana Maria de Jesus Ribeiro, nome completo dela, ficou conhecida por ser a companheira de lutas do italiano Giuseppe Garibaldi (1807-1882), seu segundo marido e ativo revolucionário, tanto cá quanto em seu país de origem.

Os dois se conheceram em Laguna, cidade catarinense, palco do conflito farroupilha do qual ambos participaram no século 19. A história do álbum termina nesse ponto.

                                                            ***

Há mais a contar, além da infância e do encontro de Anita com Giuseppe, como a farta bibliografia sobre ambos comprova.

O autor, o desenhista paulistano José Custódio Rosa Filho, tem ciência disso. Ele diz que pretende dar sequência à biografia num outro álbum. Por ora, registra os fatos seguintes num texto, no final da obra.

A história de Custódio se cruza com a de Anita em Laguna, cidade onde nasceram os antepassados dele e onde passou férias durante a infância.

A estada lá trazia os primeiros relatos sobre ela. Desde então, diz, tinha planos de narrar a história da personagem histórica.

                                                          ***

O projeto só vingou em 2008, quando o álbum foi um dos dez projetos aprovados no edital de incentivo à produção de quadrinhos, mantido pelo governo do Estado de São Paulo.

A biografia de Anita é o último trabalho desse edital a ser publicado. O governo paulista renovou o incentivo nos dois anos seguintes, bancando o mesmo número de obras.

Os 20 novos projetos devem ser lançados entre este ano e o próximo. A maior parte é composta por narrativas mais longas, como esta biografia.

Como a maior parte dos demais trabalhos do edital inaugural, a história sobre Anita Garibaldi apresenta uma trama eficiente e com um diferencial em relação aos demais, a farta pesquisa histórica.

                                                         ***

A bibliografia pesquisada é apresentada no final do álbum. Não apenas livros, mas fontes de várias ordens, de pinturas a relatos orais. Como, aliás, deveria ser regra em obras assim. O efeito disso é visto em cada um dos quadrinhos, em maior ou menor grau.

No final, Custódio reforça algumas curiosidades sobre isso num making-of da composição da obra. O autor também se faz presente, de forma mais explícita, nas várias notas de rodapé, que ajudam a explicitar fontes ou a explicar determinadas informações.

O resultado final se parece um pouco com álbuns biográficos de Santos-Dummont e Debret publicados por Spacca pela Companhia das Letras, obras que também se pautaram pela farta pesquisa.

O estudo prévio ajuda a dar a seriedade que uma obra assim exige e aumenta a credibilidade dela junto ao leitor.

                                                           ***

Serviço - Lançamento de "Anita Garibaldi - O Nascimento de uma Heroína". Quando: hoje (31.07). Horário: a partir das 19h30. Onde: Pizzaria Prestíssimo. Endereço: al. Joaquim Eugênio de Lima, 1.135. Quanto: R$ 20 (preço de lançamento).

Categoria: RESENHAS

Escrito por PAULO RAMOS às 10h45
[comente] [ link ]

30.07.10

Encontro em São Paulo põe quadrinhos em pauta

Um encontro em São Paulo, neste fim de semana, discute diferentes aspectos ligados às histórias em quadrinhos.

O HQ em Pauta, nome do evento, ocorre pela segunda vez - a primeira edição foi em janeiro. O encontro reúne 15 profissionais ligados à área, em diferentes mesas.

O início é neste sábado, às 11h, com a exibição de um documentário com o desenhista Scott McLoud. Meia-hora depois, haverá sessão comentada do filme "Rocketeer".

A programação é retomada às 14h, com avaliação de portifólios. Depois, as mesas:

  • 14h30 - Palestra "O Personagem de Quadrinhos: Simulacro da Realidade", com o desenhista Spacca
  • 16h - "Além da Barreira Editorial entre o Brasil e a Argentina", com o desenhista Eloar Guazzelli, o editor da Zarabatana, Cláudio Martini, e este jornalista
  • 17h - "HQs Nostálgicas e Modernas: É Possível Gostar das Duas?", debate com Marcelo Naranjo, do site Universo HQ, o editor da GAL, Maurício Muniz, sob mediação do jornalista Jota Silvestre

A programação é retomada no domingo, uma vez mais às 11h, com uma sessão de filmes comentada - no caso, "Superman II". Como no sábado, as mesas têm início à tarde:

  • 14h - "A Guerra dos Gibis: Heróis de Papel x Vilões de Carne e Osso", palestra com o jornalista Gonçalo Jr.
  • 15h30 - "Quadrinhos no Brasil e no Exterior: Como Nosso Mercado Deveria Funcionar", mesa com os desenhistas Eddy Barrows e Danilo Beiruth, sob mediação de Maurício Muniz
  • 17h30 - "Scans: Ilegal, mas Irresistível?", com o editor da Panini Levi Trindade e o pesquisador André Morelli, sob mediação de Jota Silvestre

Nos dois dias, no final da programação, estão previstas sessões de autógrafos com os palestrantes. Mais detalhes sobre a programação podem ser vistos no site do encontro.

                                                          ***

Serviço - 2º HQ em Pauta. Quando: sábado (31.07) e domingo (01º.08). Horário: das 11h às 19h. Onde: Biblioteca Viriato Corrêa. Endereço: rua Sena Madureira, 298, em São Paulo. Quanto: de graça.

Categoria: NOTÍCIA

Escrito por PAULO RAMOS às 20h31
[comente] [ link ]

29.07.10

Quando a quinta-feira chega na quarta-feira

 

Os quadrinhos dos campeões da Copa - II

 

El Jueves. Crédito: reprodução do site da revista

 

 

 

 

 

 

Capa da edição desta semana da "El Jueves", revista de humor que tem a quinta-feira no nome, mas é vendida no dia anterior 

 

 

 

 

 

 

Os dicionários não deixam dúvida: a palavra "jueves", em castelhano, equivalente à nossa quinta-feira. Uma revista espanhola, no entanto, subverte isso intencionalmente.

A publicação de humor "El Jueves" chega às bancas ironicamente todos os "miercoles", ou seja, às quartas-feiras. A brincadeira já antecipa ao leitor o tom cômico da obra.

A revista é, hoje, a mais tradicional da Espanha na área de quadrinhos. A capa, em geral, traz uma leitura crítica e irônica de algum assunto do noticiário.

A desta semana mostra Julián Muñoz, envolvido em um escândalo de corrupção anos atrás e preso por isso. Muñoz havia sido fotografado pela revista "Interviu", completamente nu, tomando sol em um iate. O aluguel do iate, segundo a reportagem, saía mil euros por dia.

                                                         ***

Na parte de dentro, a "El Jueves" tende a ter uma distribuição uniforme em suas 68 páginas - capa e contracapa incluídas.

As primeiras páginas, um terço da publicação, costuma dar espaço a charges e quadrinhos referentes ao assunto da capa e a outros temas da pauta jornalística.

Na edição de 30 de junho a 6 de julho, o assunto foi a uma proposta de proibição do uso de burcas (capa abaixo).

A vitória da seleção do país na Copa do Mundo ocupou o destaque há duas semanas, como já era esperado.

 

El Jueves. Crédito: reprodução

 

Os dois terços restantes da revista semanal trazem histórias em quadrinhos de personagens e autores fixos. O espaço varia. Alguns ocupam uma página, outros, duas.

Uma das personagens regulares já foi apresentada aos brasileiros. Trata-se de Clara da Noite, que teve uma coletânea lançada pela Zarabatana em 2008.

As histórias curtas da prostituta simpática e fogosa são escritas desde 1992 por Eduardo Maicas e pelo argentino Carlos Trillo. Os desenhos são de Jordi Bernet.

Atualmente, ela ocupa duas páginas da publicação, um espaço privilegiado, se comparado ao dos demais personagens regulares.

                                                        ***

A lista de personagens fixos, aliás, é longa, beira as duas dezenas. Pinço dois apenas para ilustrar: La Parejita e Tato.

La Parejita conta o dia-a-dia bem-humorado de um jovem casal, que hoje já conta com um filhinho. Algo como o seriado norte-americano "Louco por Você".

A série, criada e produzida por Manel Fontdevila parece ser uma das mais populares da "El Jueves". O termômetro disso é o número de coletâneas que teve, bem mais de uma.

Tato, personagem de Monteys, também teve suas histórias reunidas em livro. O moço é um entregador de pizzas que tenta vencer as dificuldades da profissão e da vida.

 

La Parejita. Crédito: reprodução

 

Não são apenas La Parejita, Tato e Clara da Noite que tiveram antologias. O mesmo ocorreu com os demais, em maior ou menor número.

As coletâneas são um filão forte da publicação. Tanto que a Ediciones El Jueves, com sede em Barcelona, mantém um espaço específico para vendas no site da publicação.

Há diferentes coleções, em diferentes formatos. La Parejita, por exemplo, aparece em pelo menos três obras distintas. Parte dos títulos é encontrada também em livrarias.

O site comercializa também outros produtos, como camisetas. Uma forma de franquia, que seguramente ajuda a engordar o faturamento.

 

Coleção Clássicos El Jueves. Crédito: reprodução

 

"El Jueves" já se tornou uma espécie de instituição na Espanha. É a única publicação do gênero vendida nas bancas, que de quadrinhos se limitam a outros dois títulos eróticos.

A revista semanal existe há 33 anos e já passou os 1700 números. Não sem polêmicas, é verdade. Em 2007, a capa da publicação foi notícia dentro e fora do país e parou na justiça.

Manel Fontdevila, de Parejitas, e José María Vásquez Honrubia foram condenados em novembro daquele ano ao pagamento de multa de 3 mil euros cada um (R$ 6.900).

A condenação foi por causa de uma charge mostrada na capa da revista. O desenho mostrava o príncipe espanhol, Filipe de Bourbon, fazendo sexo com a esposa, Letizia Ortiz.

                                                          ***

Na charge, o herdeiro do torno dizia à esposa: "Viu? Se ficar grávida, isso vai ser a coisa mais parecida com trabalho que já fiz na vida!"

A piada se baseava numa decisão do primeiro-ministro espanhol José Luiz Zapatero de dar 2.500 euros a cada filho que os casais tivessem a partir de então.

Uma lei espanhola proíbe injúria a membros da Coroa. Em julho de 2007, a revista havia sido recolhida das bancas.

Entidades como a Repórteres sem Fronteiras condenaram na época a decisão, alegando ser um ato de censura.

                                                         ***

Nota: já de volta ao Brasil, vou intercalar a série espanhola com o noticiário nacional. Deixo a semana para a pauta daqui e os fins de semana para a Espanha.

                                                          ***

Próxima parada da série especial: as lojas de quadrinhos espanholas.

Categoria: NOTÍCIA

Escrito por PAULO RAMOS às 14h08
[comente] [ link ]

12.07.10

Nem só de futebol vive a Espanha

 

Os quadrinhos dos campeões da Copa - I

 

 

A foto acima foi tirada na Plaza Mayor, de Salamanca, cidade histórica da Espanha.

Era essa a visão que tive no último domingo da partida entre Espanha e Holanda pela final da Copa do Mundo. Lá, o jogo havia começado às 20h30. O registro é de uma hora depois.

Não é de estranhar o dia claro. O anoitecer inicia na Espanha por volta das 22h, engordado neste verão europeu pela hora adicional de horário de verão.

Quando Iniesta marcou o gol da vitória, na prorrogação, era pouco antes das 23h. É de se esperar o que ocorreu depois...

Olhos atentos esperando o fim da partida, a explosão da vitória, marcada pelo predomínio do vermelho na camisa do país.

 

 

 

 

 

Salamanca viveu uma noite que o Brasil já havia visto cinco vezes. O título inédito do mundial fez os espanhóis tomarem as ruas. Buzinaço, gritaria, festa a céu aberto.

"Yo soy espanhol, espanhol, espanhol", a maioria cantava, com nítido orgulho. Alguns aproveitaram para cutucar: "Maradona donde está?"

A temperatura das ruas conseguiam ser maior que os mais de 30 graus registrados na cidade. O noticiário desta segunda-feira dá conta que a explosão ocorreu por todo o país.

Mesmo Barcelona, que na véspera havia hospedado uma histórica manifestação de protesto em prol do separatismo, teve momentos de festa.

                                                         ***

Quando soube há pouco mais de um mês que passaria julho na Universidade de Salamanca em um intercâmbio, não imaginava que estaria no país certo, no dia certo.

Foi uma experiência surreal acompanhar o jogo daqui. Mesmo com o Brasil fora do mundial, segui as mesmas emoções que conhecemos tão bem nos dias de Copa.

A vitória da Espanha vai pôr o país em evidência no noticiário por mais alguns dias. Depois, página virada. Que venham as eleições presidenciais brasileiras.

Mas é possível aproveitar o tema para convidar o leitor a enxergar um pouco mais o país não apenas no futebol, mas também por meio de seus quadrinhos. 

                                                         ***

Assim como ocorreu com a Argentina, em que nos debruçamos mais detalhamente para conhecer a produção de lá, não sabemos muito sobre os quadrinhos espanhóis.

Aliás, quadrinhos não. Hoje, são mais conhecidos como "comics", influência direta dos Estados Unidos. Mas ainda é possível ler aqui e ali o termo "tebeos", algo como ocoreu com o "Gibi", no Brasil.

"Tebeo" oficializou o nome dos quadrinhos espanhóis por conta da revista "TBO", popular por décadas no país. O primeiro número foi publicado em 17 de março de 1917.

A publicação seguiu até a década de 1980. O que existem hoje são reedições, em capa dura, voltadas ao leitor adulto. Já saíram dez volumes. O primeiro está na quinta edição.

                                                         ***

Essas informações foram extraídas do texto introdutório de um dos volumes com coletâneas da "TBO". A edição também permite ter uma ideia de como era a revista infantil.

A publicação trazia quadrinhos de diferentes autores, alguns passatempos, textos curtos. Algo bem parecido com a nossa "Tico-Tico", publicada por décadas por aqui. 

Alguns dos personagens eram regulares. Caso de Méliton Pérez, um homem de chapéu dono de si e que costumava ter a palavra final das tiras cômicas que protagonizava. 

O personagem foi uma das criações do desenhista Benejam (1890-1975).  

 

Capa de uma das coletâneas de TBO

 

 

 

 

 

 

 

Capa de um dos volumes de coletâneas da revista "TBO"

 

 

 

 

 

 

 


Os tebeos - ou comics - inexistem no "kioscos", nome das bancas de jornal espanholas.

Os pontos de venda priorizam as revistas e os jornais, que não mantêm a tradição de publicar tiras diárias - salvo um ou outro, com personagens norte-americanos.

Há três exceções. Duas revistas com quadrinhos eróticos e a humorística "El Jueves", muito popular no país. Já foi até alvo de condenação judicial.

"El Jueves" é a próxima parada da série especial sobre os quadrinhos espanhóis.

Categoria: NOTÍCIA

Escrito por PAULO RAMOS às 11h25
[comente] [ link ]

São Paulo e Ceará divulgam projetos de quadrinhos

Uma mesma notícia uniu São Paulo e Ceará. Os dois estados divulgaram, com diferença de dois dias, os vencedores de editais de incentivo à produção de histórias em quadrinhos.

A Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo tornou públicos os selecionados na última sexta-feira via "Diário Oficial".

O governo contemplou dez projetos. Os responsáveis irão receber R$ 25 mil cada um.

Os vencedores e os projetos aprovados foram estes:

  • Laudo Ferreira Junior - Histórias do Clube da Esquina
  • Celso Menezes - Jambocks: Defendendo o Canal do Panamá
  • Bruno dos Santos Auriema - Vermelho, Vivo
  • Alexandre Timmers Montandon - A Chave do Universo
  • Jose Aloísio Nemesio Brandão de Castro - Carcará
  • Rogério Gonçalves Ferreira Vilela - Acordes
  • Roberto de Souza - O Caminho
  • Homero Thiago Esteves - Ted Bit e a Senha Mestra
  • Leandro Luigi Del Manto - Graffiti
  • Leandro José Remícius Barbosa Casco - Nikkei

Dois dos autores, Celso Menezes e Rogério Vilela, já haviam sido selecionados no primeiro edital, realizado em 2008.

Menezes escreveu a primeira parte de "Jambocks", que terá agora continuação financiada uma vez mais pelo projeto estadual. Vilela idealizou o álbum "Joquempô".

Há outros dez projetos indicados para suplentes.

                                                          ***

Esta é a terceira vez que o governo paulista realiza o edital. As edições anteriores também tiveram dez selecionados e a mesma verba.

Os traballhos premiados em 2009 devem ser publicados neste ano.

Do edital de 2008, o único trabalho ainda não publicado foi "Anita Garibaldi - O Nascimento de uma Heroína", de Custódio (capa abaixo).

O autor já agendou o lançamento para o dia quatro de agosto.

 

Anita Garibaldi - O Nascimento de uma Heroína. Crédito: imagem reproduzida do blog do autor

 

 

 

 

 

 

 

Biografia de Anita Garibaldi era último trabalho a ser publicado do edital paulista de 2008

 

 

 

 

 

 

 

 

No Ceará, o governo criou um prêmio literário para autores cearenses. Os vencedores das 14 categorias foram anunciados na quarta-feira da semana passada.

No item quadrinhos, foram inscritos dez projetos. Seis foram selecionados:

  • André Dias Araújo - Conversa de Leão
  • João Belo Junior - Ariosto – A Evolução Natural do Conquistador
  • José Eduardo Azevedo Silva - A Batalha de Oliveiros com Ferrabraz: Um Clássico do Cordel em Quadrinhos
  • Júlio César de Oliveira Franklin Chaves - O Caminho da Loucura
  • Vitor Batista Filgueira - O Inimaginável
  • Weaver Ferreira Lima TFP: Tudo Falsamente Permitido 

Os valores pagos aos autores das 14 categorias variam de R$ 4.285,71 a R$ 2.857,14, segundo o governo estadual.

Os autores terão de produzir uma tiragem mínima de mil exemplares. As bibliotecas estaduais receberão 40% da tiragem.

Categoria: NOTÍCIA

Escrito por PAULO RAMOS às 10h17
[comente] [ link ]

06.07.10

HQMix finaliza indicados à premiação

 

A comissão organizadora do 22º Troféu HQMix divulgou nesta terça-feira os nomes indicados para 26 categorias da premiação, a principal da área de quadrinhos do país.

Os vencedores serão escolhidos por meio de votação entre profissionais da área, previamente cadastrados.

As demais categorias, como as de chargista, caricaturista articulista e projeto científico, serão definidas pela organização do prêmio.

O troféu deste ano terá o formato do Astronauta, personagem de Mauricio de Sousa.

                                                         ***

A cerimônia de entrega será no dia 2 de setembro, às 20h, no teatro do Sesc Pompeia, em São Paulo. É o mesmo local onde o evento foi realizado nos últimos anos.

Os organizadores do prêmio fizeram uma prévia das indicações durante o mês de junho num blog criado para essa fim. A proposta era fazer uma éspécie de sabatina dos nomes.

Com base nos comentários dos leitores, houve algumas mudanças nas indicações e a comissão aceitou criar uma categoria para destacar brasileiros que atuam no exterior. 

Veja nas próximas postagens os indicados da edição deste ano (todas as categorias apresentam o item "outros", não indicados na relação a seguir).

Categoria: NOTÍCIA

Escrito por PAULO RAMOS às 20h11
[comente] [ link ]

HQMix finaliza indicados à premiação - 2

 

Desenhista Nacional

·         André Toral (Os Brasileiros)

·         Gabriel Bá (The Umbrella Academy, Pixu, Quase Nada)

·         Guazelli (O Pagador de Promessas, Graffiti 76% Quadrinhos)

·         Laudo Ferreira (Yeshuah, História do Brasil em Quadrinhos)

·         Marcello Quintanilha (Sábado dos Meus Amores)

·         Mateus Santolouco (Cabaret, Encore)

·         Spacca (Jubiabá)

Desenhista Estrangeiro

·         Alex Robinson (Fracasso de Público)

·         Chris Ware (Jimmy Corrigan)

·         Clément Oubrerie (Aya)

·         Craig Thompson (Retalhos)

·         Guy Delisle (Crônicas Birmanesas, Shenzhen)

·         Hayao Miazaki (Nausicaä)

·         Robert Crumb (Genesis)

Desenhista Revelação

·         Beto Nicácio (Balaiada - A Guerra do Maranhão)

·         Caio Majado (Orixás)

·         Guga Schultze (Graffitti 76% Quadrinhos, Saída 3)

·         Gustavo Duarte (Có!)

·         Mario Cau (Café Espacial, Nanquim Descartável, Pieces, Quadrinhópole)

·         Marlon Tenório (Ombros de Gigantes)

·         Danilo Beyruth (Necronauta)

Categoria: NOTÍCIA

Escrito por PAULO RAMOS às 20h10
[comente] [ link ]

HQMix finalizado indicados à premiação - 3

 

Roteirista Nacional

·         André Diniz (7 Vidas, A Revolta de Canudos, Ato 5)

·         Daniel Esteves (Café Espacial, Garagem Hermética, Nanquim Descartável, (Quadrinhópole)

·         Laudo (Yeshuah)

·         Guazzelli (Graffiti 76% Quadrinhos, Pagador de Promessas, Ragu)

·         Marcello Quintanilha (Sábado dos Meus Amores)

·         Sandro Lobo (Copacabana)

·         Spacca (Jubiabá)

Roteirista Estrangeiro

·         Alejandro Jodorowsky (A Casta dos Metabarões)

·         Alex Robinson (Fracasso de Público)

·         Chirs Ware (Jimmy Corrigan)

·         Guy Delisle (Crônicas Birmanesas e Shenzen)

·         Hayao Miyazaki (Nausicaä)

·         Hiromu Arakawa (FullMetal Alchemist)

·         Rich Koslowski (Três Dedos: Um Escâdalo Animado)

Roteirista Revelação

·         Alex Mir (Orixás, Subversos, Tempestade Cerebral)

·         Ana Recalde (Patre Primordium - Quadrinhópole)

·         Bernardo Aurélio (Foices & Facões - A Batalha de Jenipapo)

·         Edson Rossatto (História do Brasil em Quadrinhos: Proclamação da República)

·         Iramir Araújo (Balaiada - A Guerra do Maranhão)

·         Marcela Godoy (Fractal)

·         Sergio Chaves (Café Espacial)

Categoria: NOTÍCIA

Escrito por PAULO RAMOS às 20h10
[comente] [ link ]

HQMix finaliza indicados à premiação - 4

 

Projeto Editorial

·         Calendário Pindura 2010 (Independente)

·         MSP50 - Maurício de Souza por 50 Artistas (Panini)

·         Os Bastidores de Watchmen (Aleph)

·         Peanuts Completo (L&PM)

·         Nova York - A vida na grande cidade (Quadrinhos na Cia.)

·         RAGU (Independente)

·         Subversos (Independente)

Ilustrador Nacional

·         Alarcão

·         Hiro

·         Kako

·         Mauro Souza

·         Orlandeli

·         Samuel Casal

·         Cárcamo

Publicação independente de Autor

·         Duo - Pablo Casado e Felipe Cunha

·         Entrequadros - Mario César

·         Macaco Albino - Leandro Robles

·         Nanquim Descartável - Daniel Esteves

·         Patre Primordium - Ana Recalde e Fred Hildebrand

·         Pieces - Mario Cau

·         Solar - Solo Sagrado - Wellington Srbek

Publicação independente de Grupo

·         Adeus, Tia Chica

·         Cabaret

·         Café Espacial

·         Picabu

·         Subversos

·         Tempestade Cerebral

·         Zine Royale

Categoria: NOTÍCIA

Escrito por PAULO RAMOS às 20h10
[comente] [ link ]

HQMix finaliza indicados à premiação - 5

 

Edição Única (One-shot)

·         Ato 5 - André Diniz (roteiro) e José Aguiar (arte)

·         Có! - Gustavo Duarte

·         Histórias de Tio Alípio e Kauê - O Beabá do Berimbau - Marcio Folha

·         HQ Interlúdio (Banda Cearense sobre o Fim) - Zé Wellington (roteiro), Demétrio Braga, André Pinheiro e Sílvio Romero (arte) e Camila Náglia (arte-final)

·         Saída 3 - Guga Schultze

·         Uiara e os Filhos de Eco - André Vazzios, Jussara Nunes (roteiro) Monique Novaes e Everton Teles Valério (arte)

·         A comadre do Zé - Luciano Irrthum

Publicação Mix

·         Beleléu (Independente)

·         Panorama dos Quadrinhos Contemporâneos na Alemanha (Independente)

·         Graffiti 76% Quadrinhos (Independente)

·         MSP50 - Maurício de Sousa por 50 Artistas (Panini)

·         Ragu (Independente)

·         Revista Picabu (Independente)

·         Tarja Preta (Independente)

Livro Teórico

·         Análise Textual da HQ: Uma abordagem semiótica da obra de Luiz Gê - Antonio Vicente Pietroforte (Annablume)

·         Fantasma - A biografia oficial do primeiro herói fantasiado dos quadrinhos - Marco Aurélio Luchetti - (Opera Graphica)

·         Memórias d'O Tico Tico. Juquinha, Giby e Miss Shocking. Os Quadrinhos Brasileiros 1884-1950 - Athos Cardoso Eichler (Senado Federal)

·         O Mocinho do Brasil - A história de um fenômeno editorial chamado Tex - Gonçalo Junior (Editora Laços)

·         Muito além dos quadrinhos - Waldomiro Vergueiro e Paulo Ramos (org.) (Devir)

·         Poeta do lápis: Sátira e Política na trajetória de Angelo Agostini no Brasil Imperial - Marcelo Balaban (Unicamp)

·         Leitura dos Quadrinhos – Paulo Ramos (Contexto)

Mídia sobre Quadrinhos

·         Banca de Quadrinhos (tv)

·         Bigorna (site)

·         Blog dos Quadrinhos (blog)

·         HQ Além dos Balões (tv na internet)

·         Impulso HQ (site)

·         Mundo dos Super-Heróis (revista)

·         Universo HQ (site)

Categoria: NOTÍCIA

Escrito por PAULO RAMOS às 20h09
[comente] [ link ]

HQMix finaliza indicados à premiação - 6

 

Editora do Ano

·         Cia. da Letras

·         Conrad

·         Devir

·         GAL

·         JBC

·         Panini

·         Zarabatana

Publicação de Clássico

·         Bidu 50 Anos - Maurício de Souza (Panini)

·         Calvin e Haroldo - A Hora da Vingança - Bill Watterson (Conrad)

·         No Rastro de Masamune - Luiz Saidenberg (Marca de Fantasia)

·         Peanuts Completo: 1950 a 1952 - Charles M. Schulz (L&PM)

·         Samurai - Júlio Shimamoto (EM Editora)

·         Watchmen - Edição Definitiva - Alan Moore, Dave Gibbons e John Higgins (Panini)

·         Verão Índio - Hugo Pratt e Milo Manara (Conrad)

Publicação de Tiras

·         A Cabeça é a Ilha - André Dahmer (Desiderata)

·         Calvin e Haroldo - A Hora da Vingança - Bill Watterson (Conrad)

·         Macanudo - Liniers (Zarabatana)

·         Mutts - Os Vira-Latas - Patrick McDonnell (Devir)

·         Níquel Náusea - Um Tigre, Dois Trigres, Três Tigres - Fernando Gonzales (Devir)

·         O Caroço no Angu (Independente)

·         Vida Boa - Fábio Zimbres (Zarabatana)

Publicação de Aventura/Terror e Ficção

·         A Torre Negra - O Longo Caminho para Casa - Stephen King - Peter David, Jae Lee e Richard Isanove (Panini)

·         J. Kendall - Aventuras de uma Criminóloga - Giancarlo Berardi, Giuseppe de Nardo e Lorenzo Calza (roteiro) e Mario Jannì (desenhos) (Mythos)

·         Mágico Vento - Gianfranco Manfredi e Ivo Milazzo (Mythos)

·         Homunculus (Panini)

·         Oninbo e os Vermes do Inferno - Hideshi Hino (Zarabatana)

·         Tex - Edição Histórica - G.L. Bonelli, Galeppini e Virgílio Muzzi (Mythos)

·         Vertigo - vários (Panini)

Categoria: NOTÍCIA

Escrito por PAULO RAMOS às 20h09
[comente] [ link ]

HQMix finaliza indicados à premiação - 7

 

Publicação Erótica

·         As Aventuras Secretas - Denis Rodrigues (Dinâmica)

·         Clic 4 - Milo Manara (Conrad)

·         Encontro Fatal - Milo Manara (Conrad)

·         Futari H - Katsu Aki (JBC)

·         Love Junkies - Kyo Hatsuki (JBC)

·         Verão Índio - Hugo Pratt e Milo Manara (Conrad)

Edição Especial Estrangeira

·         Crônicas Birmanesas - Guy Delisle (Zarabatana)

·         Fracasso de Público - Heróis mascarados e amigos encrencados - Alex Robinson (Gal Editora)

·         Gênesis - Robert Crumb (Conrad)

·         Jimmy Corrigan - O Garoto mais Esperto do Mundo - Chris Ware (Quadrinhos na Cia.)

·         Retalhos - Craig Thompson (Quadrinhos na Cia.)

·         The Umbrella Academy - Suite do Apocalipse - Gerard Way e Gabriel Bá (Devir)

·         Três Dedos: Um Escândalo Animado - Rich Koslowski (Gal Editora)

Publicação de Humor

·         As Eletrizantes e Etílicas Aventuras das Velhas Virgens - Alexandre "Cavalo" Dias, André Andrade e Deivy Costa (Independente)

·         Capitu - Sacramento de Oliveira e Turbay (Independente)

·         É tudo mais ou menos verdade - Jornalismo investigativo, tendencioso e ficcional - Allan Sieber (Desiderata)

·         Fráuzio - Ares da Primavera - Marcatti (Devir)

·         Mad - vários (Panini)

·         Mundo Canibal - vários (Mythos)

·         Roko-Loko - Hey Ho, Lets Go! - Marcio Baraldi (Grrr!!!...)

Adaptação para outro veículo

  • Aline (série de TV)
  • Avenida Dropsie (teatro)
  • Batman - Arkham Asylum (video game)
  • Los Três Amigos (curta de animação)
  • Watchmen (filme)
  • X-Men Origens: Wolverine (filme)
  • Death Note (teatro)

Categoria: NOTÍCIA

Escrito por PAULO RAMOS às 20h08
[comente] [ link ]

HQMix finaliza indicados à premiação - 8

 

Adaptação para os quadrinhos

·         A Luneta Mágica em Quadrinhos (Panda Books)

·         Balaiada - A Guerra do Maranhão (Independente)

·         História do Brasil em Quadrinhos: Proclamação da República (Editora Europa)

·         Jubiabá (Companhia das Letras)

·         O Cortiço (Ática)

·         O Guarani (Ática)

·         O Pagador de Promessas (Agir)

Publicação Infantil e Juvenil

·         1000 Tiras em Quadrinhos (Independente)

·         Clássicos do Cinema - Cascão Porker e a Pedra Distracional (Panini)

·         Disney Big (Abril)

·         Naruto (Panini)

·         Nicolau e seus Queridos Vizinhos (Editora Enquadrinho)

·         Mundo Mendelévio – Planeta Telúria (Editora Lê)

·         Turma da Mônica Jovem (Panini)

Edição Especial Nacional

·         Copacabana - S. Lobo e Odyr

·         Estação Luz - Guilherme Fonseca e Renoir Santos

·         Fractal - Marcela Godoy e Eduardo Ferigato

·         MSP50 - Maurício de Sousa por 50 Artistas - vários

·         Os Brasileiros - André Toral

·         Sábado dos meus Amores - Marcello Quintanilha

·         Yeshuah - Laudo Ferreira e Omar Viñole

Destaque Internacional (brasileiros com trabalhos publicados originalmente no exterior)

·         Mike Deodato

·         Renato Guedes

·         Greg Tocchini

·         Ivan Reis

·         Rod Reis (colorista)

·         Rafael Albuquerque

·         Eddy Barrows

Categoria: NOTÍCIA

Escrito por PAULO RAMOS às 20h08
[comente] [ link ]

[ ver mensagens anteriores ]