Um adeus a Elydio

 

  • Pesquisador de quadrinhos morreu nesta quinta-feira à noite, vítima de câncer
  • Elydio dos Santos Neto atuava como professor na Universidade Federal da Paraíba
  • Último livro dele, lançado em agosto, abordava relação entre HQs e educação

 

Elydio dos Santos Neto, à esquerda, em foto tirada em agosto deste ano

 

O pesquisador de histórias em quadrinhos Elydio dos Santos Neto morreu na noite desta quinta-feira (03.10). Santos Neto lutava contra um câncer há cerca de um ano.

Na noite de sábado, ele comemorou seu aniversário em casa, com a presença de amigos. Sentiu-se mal na madrugada de domingo e foi levado ao hospital, onde permanecia na UTI.

O corpo será cremado nesta sexta-feira (04.10) em São Paulo.

Santos Neto era professor do Centro de Educação da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) onde ingressou em 2011. Antes, fez carreira em faculdades paulistas privadas.

                                                           ***

Sua última exposição ocorreu em agosto passado, durante as 2as Jornadas Internacionais de Histórias em Quadrinhos, realizadas na Universidade de São Paulo (USP).

Foi no congresso também que ele lançou seu último livro, "Histórias em Quadrinhos e Práticas Educativas", organizado em parceria com Marta Regina Paulo da Silva.

A foto que abre esta postagem mostra os dois autores durante o lançamento realizado na USP. Santos Neto aparece à esquerda.

Há um segundo volume da obra, ainda inédito. Não há informação até o momento se o trabalho será publicado ou não após seu falecimento. O trabalho está com a editora Criativo.

                                                            ***

No lançamento na USP, ele já estava debilitado. Mas driblava a doença com uma invejável jovialidade. O livro foi o segundo dele a abordar o ensino com outras linguagens.

Em 2011, ele publicou "Histórias em Quadrinhos & Educação - Formação e Prática Docente". A obra foi outra parceria com Marta Regina.

Santos Neto dividiu os estudos com outro campo de pesquisa: quadrinhos que ele chamou de poético-filosóficos. Fruto de seu pós-doutorado, o trabalho gerou dois livros.

As obras abordavam os quadrinhos experimentais de Edgar Franco e Gazy Andraus e foram publicadas respectivamente em 2012 e neste ano, ambas pela editora Marca de Fantasia.

                                                           ***

Acompanhe o noticiário do blog também no Facebook e no Twitter