28.08.08

Lourenço Mutarelli prepara retorno parcial aos quadrinhos

 

 

 

 

 

 

 

Capa de "A Soma de Tudo", um dos álbuns em quadrinhos com o detetive Diomedes, criação do escritor e desenhista que deve ser levada aos cinemas

 

 

 

 

 

 

 

Não se trata de um mais um álbum em quadrinhos ou algo do tipo. Mas é um ensaio de volta à área, ainda que de forma parcial.

A linguagem que Lourenço Mutarelli usou por tantos anos vai fazer parte do novo romance dele. A obra -que será ambientada em Nova York- vai conter páginas em quadrinhos.

O recurso será usado para compor um dos personagens do livro, um quadrinista.

                                                             ***

A informação foi dada por ele ao blog "Boteco Sujo", do jornalista Fausto Salvadori Filho.

Na reportagem, Mutarelli disse que mostrará um estilo diferente de desenho no novo projeto.

"Meu traço está mudando muito. Tenho feito coisas muito experimentais, para mim mesmo. É um traço sem lápis, sem esboço, sem muita elaboração", disse à matéria.

                                                             ***

Lourenço Mutarelli, hoje com 44 anos, lançou recentemente seu quarto romance, "A Arte de Produzir Efeito sem Causa".

É seu primeiro livro pela Companhia das Letras. Antes, publicava pela Devir.

                                                             ***

A mudança de casa editorial faz parte de um novo momento profissional dele.

Longe dos quadrinhos desde 2006, ele optou por investir em outras formas de arte. E com boa repercussão de crítica e de mídia.

A literatura é o carro-chefe. Mas dialoga também com o teatro e com o cinema, em que trabalha como ator e escritor.

                                                             ***

Foi o que fez, por exemplo, com o filme "O Cheiro do Ralo", exibido no ano passado.

O texto é baseado em seu romance homônimo. Ele encarnou um dos personagens na produção.

Mutarelli se prepara para repetir a dobradinha texto/atuação na adaptação de outro de seus romances, "O Natimorto". No longa, será o protagonista.

                                                             ***

Seus quadrinhos também devem ser levados para a tela grande.

Há um projeto -já em andamento- para adaptar a trilogia em quatro partes do detetive Diomedes, sua obra em quadrinhos mais conhecida e premiada.

O desenhista Rafael Grampá está envolvido no projeto. Ele cuida da parte visual.

                                                             ***

Uma dissertação de mestrado, defendida em fevereiro deste ano em Curitiba, estudou as diferentes fases quadrinísticas de Lourenço Mutarelli.

Aborda dos primeiros trabalhos, no fim da década de 1980, até o último álbum em quadrinhos, "Caixa de Areia (ou Eu Era Dois em Meu Quintal)", lançado pela Devir em 2006.

A pesquisa é de autoria de Liber Paz. Leia mais aqui.

E aqui para ler a entrevista completa do escritor ao blog "Boteco Sujo".  

Escrito por PAULO RAMOS às 23h40
[comente] [ link ]

27.08.08

Blogs mostram adaptações literárias de obras nacionais

Já é possível encontrar em blogs de autores nacionais adaptações em quadrinhos de obras literárias brasileiras, tendência que ganha força nas livrarias.

Há pelo menos três que podem ser lidas em duas páginas virtuais diferentes.

 

 

A página acima faz parte de um adaptação de "Vidas Secas", feito pelo desenhista Rodrigo Rosa. Há apenas quatro páginas da história de Graciliano Ramos.

A explicação para isso é dada pelo próprio desenhista em seu blog.

O trabalho era um piloto feito para a Editora Globo para ser oferecido na concorrência para publicar os romances do escritor.

Quem venceu a disputa foi a editora Record. E o projeto foi abandonado.

                                                             ***

Rodrigo Rosa fez também os desenhos da versão em quadrinhos de "Os Sertões", de Euclides da Cunha.

O álbum já foi encaminhado à editora Agir, que ainda não tem data de lançamento.

Leia as outras páginas de "Vidas Secas" neste link.

 

 

 

A cena acima é da página de abertura de "Humilhação de Homem", baseado na obra de Nelson Rodrigues.

A adaptação foi escrita por Mauricio Dias e desenhada por Flavio Pessoa.

É a mesma dupla que lançou recentemente pela editora Jorge Zahar outra versão em quadrinhos do conto "A Cartomante", de Machado de Assis.

                                                             ***

Os dois autores transpuseram para os quadrinhos outro conto de Rodrigues, "O Grande Viúvo". Também está disponível para leitura on-line.

Segundo Dias, há interesse em trabalhar com a obra do dramaturgo.

Mas a vontade esbarra em questões autorais com a família do escritor.

                                                             ***

Para ler a versão em quadrinhos de "Humilhação de Homem", clique aqui

E neste link para a adaptação de "O Grande Víúvo".

Escrito por PAULO RAMOS às 17h56
[comente] [ link ]

22.08.08

Desenhista brasileiro usa X-Men para fazer sátira de conto de fadas

 

A página acima é de uma sátira da história de Chapeuzinho Vermelho feita pelo desenhista brasileiro Marlon Tenório.

A idéia não é nova nem inédita. Mas a versão dele é.

A começar pelo tom apimentado dos diálogos da história, que tem oito páginas.

Jean Grey é Chapeuzinho Vermelho. Wolverine, umo Lobo Mau. Professor Xavier, uma relutante Vovozinha. Ciclope, o Caçador.

                                                              ***

Esta é a segunda brincadeira de Tenório usando figuras das histórias em quadrinhos.

Ele já havia feito uma versão de "300 de Esparta": "Os 303 de Esparta".

Ambas podem ser lidas na página virtual do desenhista.

Para acessar, clique neste link

Escrito por PAULO RAMOS às 10h17
[comente] [ link ]

20.08.08

Design dos jornais deve se aproximar da linguagem dos quadrinhos

A tendência é que os jornais reduzam de tamanho. E devem incorporar outras experiências visuais, como a dos livros infantis, das revistas e da linguagem das histórias em quadrinhos.

A opinião é do espanhol Javier Errea, um dos palestrantes do encontro promovido ontem em São Paulo no 7º Congresso Brasileiro de Jornais. 

O encontro, promovido pela ANJ (Associação Brasileira de Jornais), tinha como tema "O Brasil e a Indústria Jornalística em 2020".

                                                             ***

As discussões do encontro repercutiram nesta quarta-feira nos grandes jornais. Bem como as opiniões de Errea, diretor da Society for News Design, da Espanha.

"Esse modelo (título-texto-foto) não pode ser a única forma de informar, é monótono", disse ele, em depoimento reproduzido pelo jornal "Gazeta Mercantil".

Segundo ele, a credibilidade de uma publicação não pode ser limitada pela criatividade.

"Porque os jornais só fazem essas experiências nos suplementos especiais? Temos que converter todo o jornal e um suplemento especial", disse.

                                                             ***

O espanhol usou como exemplo no encontro - que reuniu empresários e executivos da área de jornais- uma reportagem do Fórum de Davos, na Suíça, feita somente com a linguagem dos quadrinhos.

Um dos diálogos entre quadrinhos e jornalismo tem ocorrido nos chamados infográficos, artes explicativas usadas para tornar as notícias mais claras ao leitor.

Outro cruzamento é no gênero jornalismo em quadrinhos, que ganhou evidência com as reportagens de Joe Sacco feitas com desenhos em quadrinhos.

Aos poucos, o tema tem ganhado evidência nos cursos de jornalismo de diferentes partes do país, em particular em trabalhos experimentais de conclusão de curso.

                                                             ***

Agradeço ao leitor Marcos Massolini pela dica da matéria da "Gazeta Mercantil".   

Escrito por PAULO RAMOS às 20h53
[comente] [ link ]

19.08.08

Charge eleitoral gratuita

A propaganda eleitoral gratuita começa nesta terça-feira em todo o país.

Para a data não passar em branco:

 

 

Crédito: a charge é de autoria de Orlandeli e foi postada no blog do autor (link).

Escrito por PAULO RAMOS às 23h05
[comente] [ link ]

11.08.08

Site Bigorna cria troféu de quadrinhos

O site Bigorna, especializado em informações sobre quadrinhos, vai promover uma premiação para autores e profissionais nacionais que se destacaram na área.

O 1º Troféu Bigorna, nome do prêmio, vai ter 12 categorias.

São elas: desenhista, roteirista, chargista, cartunista, site de autor, articulista/jornalista especializado, editora, editora independente, fanzine/revista independente, álbum/livro de humor, livro sobre quadrinhos e livro de aventura/outros.

Será selecionado ainda um 13º nome, escolhido por contribuir com os quadrinhos nacionais.

A organização do prêmio é de Eloyr Pacheco, Humberto Yashima e do desenhista Marcio Baraldi. Todos são ligados ao site.

Segundo nota divulgada no Bigorna, os vencedores irão receber o prêmio em uma festa, realizada em São Paulo no mês de outubro.

Ainda de acordo com a nota, os nomes dos premiados serão divulgados em breve no site.

Escrito por PAULO RAMOS às 17h30
[comente] [ link ]

09.08.08

Jogo do Brasil na Olimpíada terá charge ao vivo

 

A brincadeira ao lado com o jogador Ronaldinho Gaúcho foi feita por José Alberto Lovetro, o JAL.

Nesta Olimpíada de Pequim, o desenhista vai repetir uma experiência feita na Copa do Mundo de 2006.

Vai postar charges em seu fotoblog produzidas durante a transmissão da partida da seleção brasileira.

O que vai ser tema dos desenhos de humor vai depender do que ocorrer no jogo de futebol.

As charges vão ser postadas a partir deste domingo, quando o Brasil joga contra a Nova Zelândia, às 6h.

No site, é possível ver também trabalhos de charges interativas, novo gênero criado por JAL.

Na charge interativa, quem decide a piada é o internauta, e não o autor.

Para visitar a página virtual do desenhista, hospedada no UOL, clique aqui.

Escrito por PAULO RAMOS às 11h26
[comente] [ link ]

07.08.08

Tiras que merecem registro

 

De quando em quando, este blog registra casos de tiras nacionais que, por um motivo ou por outro, inovam no uso da linguagem dos quadrinhos.

O destaque da vez é a série de tiras que o cartunista Paulo Stocker tem feito em seu blog.

A mostrada a seguir foi veiculada nesta quinta-feira:

 

 

Para criar a piada, Stocker mistura a sucessão de quadrinhos horizontais com outros, verticais, para compor o desenho do prédio.

Os prédios são o tema das demais produções dele, batizadas de "Concreto Armado".

"Abriu uma nova possibilidade", diz ele, por e-mail.

"Como se fosse a primeira de uma nova série, que parte desta, que estou publicando."

As duas a seguir são inéditas e foram cedidas pelo autor:

 

 

 

A série começou a ser postada no mês passado.

Algumas sugeriam que os diálogos poderiam ser ditos por personagens dentro dos prédios ou pelas próprias construções, personificadas.

Em outras, como a mostrada abaixo, deixa claro quem é que fala:

 

 

Além das tiras, Stocker faz as histórias da revista "Tulípio", escrita por Eduardo Rodrigues.

A obra é distribuída gratuitamente em bares de São Paulo e do Rio de Janeiro.

Para acessar o blog do desenhista, clique neste link.

Escrito por PAULO RAMOS às 19h38
[comente] [ link ]

Desenhista brasileiro publica álbum no Brasil e na Argentina

 

 

 

 

Capa aberta da edição argentina de "Noite Luz", coletânea de Marcelo D´Salete

 

 

 

"Noite Luz", coletânea de histórias em quadrinhos produzidas pelo desenhista brasileiro Marcelo D´Salete, vai ser publicada aqui e na Argentina.

No país vizinho, já foi lançada, segundo a página virtual do desenhista.

Foi publicada pela editora independente Ex-Abrupto.

A imagem que abre esta postagem é da capa aberta da edição lançada na Argentina.

                                                             ***

No Brasil, quem vai lançar a obra é a editora Via Lettera. A informação foi noticiada nesta quinta-feira no site "Universo HQ", especializado em quadrinhos.

As seis histórias do álbum foram produzidas entre 2002 e 2007.

Parte delas é inédita, parte reedições. A que dá título à obra foi publicada originalmente em 2002 na revista "Front", também da Via Lettera.

Segundo informa o desenhista em seu site, a obra terá 112 páginas e deve ser lançada nos próximos meses.

                                                             ***

"Noite Luz" marca uma volta da Via Lettera a álbuns nacionais de um autor só.

A editora tem um histórico de publicações nacionais, como as de Gabriel Bá e Fábio Moon.

Nos últimos anos, a única produção nacional da Via Lettera tem sido os álbuns da "Front".

A obra publica histórias curtas sobre um mesmo tema, produzidas por diferentes escritores e desenhistas nacionais.

A última edição foi um especial sobre o centenário da imigração japonesa, lançada em junho deste ano (leia mais aqui). 

Escrito por PAULO RAMOS às 18h19
[comente] [ link ]

06.08.08

Exposição mostra esqueleto de personagens dos quadrinhos

 

As figuras ao lado são versões de Pato Donald e seus sobrinhos, Huguinho, Zezinho e Luisinho. 

Os esqueletos compõem uma exposição do Museu de História Natural de Berna, na Suíça.

A idéia é do artista sul-coreano Hyungkoo Lee.

A mostra tem também imagens de personagens dos desenhos.

Há esqueletos de Papa Léguas, Coyote, Pernalonga e Tom e Jerry.

As editorias de Diversão e Arte e Criança do UOL -que noticiaram a mostra nesta quarta-feira- trazem mais imagens.

Para ver, clique aqui e aqui.

 

Escrito por PAULO RAMOS às 17h41
[comente] [ link ]

[ ver mensagens anteriores ]