25.06.11

Já não falta muito, Papai Smurf

 

  • Enfim uma editora brasileira se interessou em relançar Smurfs no Brasil
  • L&PM anuncia "para breve" o álbum "O Smurf Repórter"; vídeo expõe a obra
  • Personagens de Peyo ficarão em evidência por conta de longa-metragem

 

Smurf Repórter. Crédito: editora L&PM

 

Post postagem (10.07, às 23h19)

O vídeo desta postagem não deu mesmo certo. Troquei, então, pela capa do álbum.

Segundo a L&PM, os dois álbuns, "Smurf Repórter" e "O Bebê Smurf", estão programados para este mês de julho. Ambos serão lançados também no formato de bolso (pocket).

Ainda de acordo com a editora gaúcha, não há intenção, pelo menos a princípio, de dar segmento à coleção, como ocorre com os livros de "Peanuts", relançados desde o início.

Escrito por PAULO RAMOS às 19h49
[comente] [ link ]

20.06.11

Divulgados os indicados ao Troféu HQMix


  • Seleção destaca sete álbuns nacionais, com três indicações cada um
  • Troféu terá como molde Geraldão, personagem de Glauco, morto ano passado
  • Cerimônia de entrega do prêmio, o principal da área de HQ, será em setembro


Sete álbuns nacionais terão uma disputa acirrada na votação deste ano do Troféu HQMix, o principal da área de quadrinhos do país. Os nomes foram divulgados nesta segunda-feira.

"Bando de Dois", "Triste Fim de Policarpo Quaresma", "Xampu", "Cachalote", Yeshuah 2", "Peixe Peludo" e "Cócegas no Raciocínio", autores e obras, tiveram 3 indicações cada um.

As indicações ocorreram em diferentes categorias. Rafael Coutinho, desenhista de "Cachalote", teve uma quarta menção na categoria publicação independente edição única.

Veja na relação abaixo os nomes selecionados pela comissão organizadora para disputar esta 23ª edição do prêmio, que será entregue no dia 15 de setembro, em São Paulo.

                                                            ***

Adaptação para os Quadrinhos
Clássicos da Literatura Disney
Classics Illustrated - Alice Através do Espelho (HQM)
Demônios (Peirópolis)
Histórias de Poe (ARX)
Memórias de um Sargento de Milícias (Ática)

Os Sertões - A Luta (Desiderata)
Triste Fim de Policarpo Quaresma (Ática) 

Chargista

Alpino - Yahoo.net
Angeli - Folha de S.Paulo/SP
Chico Caruso - O Globo/RJ
Dálcio - Correio Popular/SP
Duke - O Tempo e Super Notícia/MG
Jean - Folha de S.Paulo/SP
Pelicano - Bom Dia/SP

Desenhista Nacional
César Lobo (Triste Fim de Policarpo Quaresma)
Danilo Beyruth (Bando de Dois)
Guazzelli (Demônios, A Escrava Isaura)
Laerte (Muchacha)
Laudo Ferreira Jr. (Yeshuah)
Rafael Coutinho (Cachalote, Drink)
Roger Cruz (Xampu - Lovely Losers)

Desenhista Estrangeiro
Dave McKean (Mr. Punch)
David Small (Cicratizes)
Gilbert Hernandez (Birdland, uma Aventura dos Sentidos)
John Romita Jr. (Kick-Ass, Reinado Sombrio)
Kevin O'Neill (A Liga Extraordinária - Século: 1910)
P. Craig Russel (Coraline)
Pia Guerra (Y - O Último Homem)

Destaque internacional
Ed Benes (Action Comics / Birds of Prey / Green Lantern / Blackest Night)
Fábio Moon e Gabriel Bá (Daytripper)
Luke Ross (Captain America)
Mike Deodato (Secret Avengers / New Avengers)
Rafael Albuquerque (American Vampire)
Rafael Grampá (Strange Tales II)
Wander Antunes (Toute la Poussière du Chemin)

Edição Especial Nacional
As Aventuras de Sir Charles Mogadon & do Conde Euphates de Açafrão (Terceiro Nome)
Bando de Dois (Zarabatana)
Cachalote (Cia das Letras)
Loucas de Amor (Ideias a Granel)
Peixe Peludo (Conrad)
Yeshuah (Devir)
Xampu - Lovely Losers (Devir)

Edição Especial Estrangeira
As Incríveis Aventuras do Escapista (Devir)
Cicatrizes (Leya/Barba Negra)
Fracasso de Público - Desencontro de Titãs (Gal)
Mr. Punch (Conrad)
Notas sobre Gaza (Cia das Letras)
676 Aparições de Killoffer (Leya/Barba Negra)
Ranxerox (Conrad)

Editora
Companhia das Letras/Quadrinhos na Cia
Conrad
Devir
Gal
Leya/Barba Negra
Panini
Zarabatana

Livro teórico
Almanaque de Desenhos Animados (Paulo Gustavo Pereira - Matrix)
Bienvenido - Um passeio pelos quadrinhos argentinos (Paulo Ramos - Zarabatana)
Ciência em Quadrinhos - Imagem e texto em cartilhas educativas (Márcia Mendonça - Bagaço)
Elementos do Estilo Mangá (João Henrique Lopes Souza - Independente)
Entes Perpétuos - O Universo Onírico de Neil Gaiman (Heitor Pitombo - Kalaco)
Maria Erótica e o Clamor do Sexo - Imprensa, Pornografia, Comunismo e Censura na Ditadura Militar - 1964-1985 - Guerra dos Gibis 2 (Gonçalo Junior - Peixe Grande)
O Quadro nos Quadrinhos (Fabio Luiz Carneiro Mourilhe Silva - Multifoco)
 
Mídia sobre Quadrinhos
Banca de Quadrinhos
Gibizada
Gibi Rasgado
HQManiacs
Impulso HQ
Mundo dos Super-Heróis
Universo HQ

Novo Talento - Desenhista
Caeto (Memória de Elefante)
Felipe Massafera (Jambocks)
João Montanaro (Cócegas no Raciocínio)
Jonatas Tobias (Cogumelos ao Entardecer)
Raphael Salimena (Pequenos Heróis)
Rodrigo Bueno (Peixe Peludo)
Thaís dos Anjos (Assim Falava Zaratustra)

Novo Talento - Roteirista
Antonio Vicente Seraphim Pietroforte (Mentahalos)
Daniel Galera (Cachalote)
Estevão Ribeiro (Pequenos Heróis, Hector e Afonso - Os Passarinhos)
Jonatas Tobias (Cogumelos ao Entardecer)
Nathan Cornes (Zeladores)
Rafael Moralez (Peixe Peludo)
Thaís dos Anjos (Assim Falava Zaratustra)

Produção em Outras Linguagens
A Super Comédia Canibal (show de comédia)
Kick-Ass: Quebrando Tudo (filme)
Laerte (mini-documentário)
Malditos Cartunistas (documentário)
Mulheres Alteradas (teatro)
Scott Pilgrim Contra o Mundo (filme)
Super-heróis - O Poderoso Livro Pop-up (livro)

Projeto Editorial
Calendário Pindura 2011 (Independente)
Frankenstein e Vinte Mil Léguas Submarinas (Publifolha)
Joaquim Nabuco - A Voz da Abolição (Massangana)
NÓS - Dream Sequence Revisited (Balão Editorial)
Quadrinhos Sacanas - O Catecismo Brasileiro no Traço dos Herdeiros de Carlos Zéfiro (Peixe Grande)
Skechtbook - As Páginas Desconhecidas do Processo Criativo (POP)
Zélio - 50 Anos de uma Aventura Visual (Barbosa Lima)

Publicação de Aventura/Terror/Ficção
Batman Anual (Panini)
Invasão dos Mortos (Gal Editora)
J. Kendall - Aventuras de uma Criminóloga (Mythos)
Mágico Vento (Mythos)
O que Aconteceu ao Homem Mais Rápido do Mundo? (Gal Editora)
Starcraft - Linha de Frente (Conrad)
Vertigo (Panini)

Publicação de Clássico
Ao Coração da Tempestade (Cia das Letras)
Fawcett (Devir)
Flash Gordon (Kalaco)
Metrópolis (New Pop)
Peanuts Completo (L&PM)
Ranxerox (Conrad)
Tarzan - A Origem do Homem-Macaco e Outras Histórias (Devir)

Publicação de Charges
Avenida Brasil - Enfim um País Sério (Paulo Caruso - Devir/Jacaranda)
Catálogo Craques do Cartum na Copa (vários autores - Centro Cultural Banco do Brasil)
Cócegas no Raciocínio (João Montanaro - Garimpo)
Gibi do Glauco (Glauco - Folha de S.Paulo)
Lula Lá Parte 2 - A Sucessão (Chico Caruso - Devir/Jacaranda)
Retroscópio (Santiago - L&PM)
Ziraldo n'O Pasquim (Ziraldo - Globo)

Publicação de Cartuns
Catálogo Craques do Cartum na Copa (vários autores - Centro Cultural Banco do Brasil)
Cócegas no Raciocínio (João Montanaro - Garimpo)
Graça na Praça (Uberti - L&PM)
Que Presente Inapresentável (Quino - Martins Fontes)
Tibica, o Defensor da Ecologia (Canini - Saraiva)
Tulípio (Eduardo Rodrigues e Paulo Stoker - Independente)
Ziraldo n'O Pasquim (Ziraldo - Globo)

Publicação de Tira
As Cobras - Antologia Definitiva (Luís Fernando Verissimo - Objetiva)
Barô Barata (Jarbas - Independente)
Hector e Afonso - Os Passarinhos (Estevão Ribeiro - Balão Editorial)
Macanudo 3 (Liniers - Zarabatana)
Níquel Náusea - A Vaca Foi pro Brejo... (Fernando Gonsales - Devir)
Os Sousa (Mauricio de Sousa - L&PM)
Tiras de Letras (vários autores - Virgo)

Publicação Erótica
Birdland - Uma Aventura dos Sentidos (Arte Sequencial)
Bórgia 3 - As Chamas da Fogueira (Conrad)
Clic (Conrad)
Kama Sutra (Conrad)
Kiki de Montparnasse (Record)
Menthalos (Annablume)
Quadrinhos Sacanas - O Catecismo Brasileiro (Peixe Grande)

Publicação Independente de Autor
Almanaque Meteoro (Roberto Guedes)
Anita Garibaldi - O Nascimento de uma Heroína (Custódio)
Crônicas da Pindahyba (Hilton Mercadante)
O Cabra (Flávio Luiz)
Pieces (Mario Cau)
Rafe (Thiago Spyked)
Underground - Promessas de Amor a Desconhecidos Enquanto Espero o Fim do Mundo (Pedro Franz)

Publicação Independente de Grupo
Café Espacial
Golden Shower
JAM
Revista A3 Quadrinhos
Samba
Subversos
Quadrix Comics

Publicação Independente Edição Única (one-shot)
Afrohq: História e Cultura Afro-Brasileira e Africana em Quadrinhos (Danielle Jaimes e Roberta Cirne)
As Aventuras de Sir Charles Magadom & do Conde Euphrates de Açafrão (Artur Matuck, Carlos Matuck e Rubens Matuck)
Drink (Rafael Coutinho)
Atelier (Fábio Moon e Gabriel Bá)
Lucas da Vila de Sant'Anna da Feira (Marcos Franco, Marcelo Lima e Hélcio Rogério)
Taxi (Gustavo Duarte)
Um Outro Pastoreio (Indio San e dMart)

Publicação infantojuvenil
Banzo e Benito (Zarabatana)
Disney Big (Abril)
Monica y su Pandilla e Monica's Gang (Panini)
Mumin (Conrad)
Pequenos Heróis (Devir)
Pequeno Vampiro e o Kung Fu (Jorge Zahar Editor)
Turma da Mônica Jovem (Panini)

Publicação Mix
Golden Shower (Independente)
JAM (Independente)
MSP+50, Mauricio de Souza por mais 50 Artistas (Panini)
Quebra-Queixo, a Banda Desenhada (Independente)
Quebra-Queixo, Technorama (Quanta/Devir)
Samba (Independente)
Vertigo (Panini)

Roteirista Nacional
André Diniz (O Quilombo Orum Aiê)
Alex Mir (O Mistério da Mula-sem-Cabeça)
Danilo Beyruth (Bando de Dois)
Laudo Ferreira Jr. (Yeshuah)
Luiz Antonio Aguiar (Triste Fim de Policarpo Quaresma)
Roger Cruz (Xampu - Lovely Losers)
Wellington Srbek (Memórias Póstumas de Brás Cubas)

Roteirista Estrangeiro
Alan Moore (A Liga Extraordinária - Século: 1910)
Alejandro Jodorowsky (Bórgia)
Brian K. Vaughan (Os Escapistas, Y - O Último Homem, Ex-Machina)
Joe Sacco (Notas sobre Gaza)
José-Louis Bocquet (Kiki de Montparnasse)
Paul Jenkins (Guerra Civil Especial)
Warren Ellis (Red, Transmetropolitan)

Tira Nacional
Amely (Pryscilla)
A Vida com Logan (Flávio Soares)
Níquel Náusea (Fernando Gonsales)
Ocre (Gilmar)
Piratas do Tietê (Laerte)
Quase Nada (Fábio Moon e Gabriel Bá)
Sic (Orlandeli)

Web Quadrinhos
Dinamite & Raio Laser (Samuel Fonseca)
Edbar (Lucio)
Linha do Trem (Raphael Salimena)
Nerdson (Kalisson Bezerra)
Notas sobre o Fim (Pedro Franz)
O Diário de Virgínia (Cátia Ana)
Zeladores (Mr. Guache e Nathan Cornes)

                                                            ***

A lista apresenta diferenças em relação à pré-seleção colocadas nas últimos dois meses no blog da premiação. A proposta dos organizadores era, antes, ouvir opiniões do público.

O álbum "Xampu", por exemplo, antes era mencionado em apenas uma das categorias. Agora, é um dos principais indicados. Houve também nomes retirados.

A votação será feita nas próximas semanas. Os responsáveis pelo prêmio fizeram um recadastramento entre autores e pessoas ligadas à área. Serão eles os votantes.

Como todo ano, o troféu do HQMix homenageia um personagem dos quadrinhos. O desta vez é Geraldão, de Glauco, morto no ano passado. A imagem é mostrada abaixo.



Geraldão. Crédito: organização do Troféu HQMix

 

Escrito por PAULO RAMOS às 20h45
[comente] [ link ]

Publique minha HQ

 

  • Autor cria blog para pedir doações para produzir álbum em quadrinhos
  • Flávio Dealmeida pretende reunir R$ 4 mil para se dedicar à obra por 4 meses
  • Cada pessoa que contribuir ganha páginas autografadas e o livro, quando sair

 

Desenho de Flávio Dealmeida. Crédito: blog do autor

 

A ideia é simples: em vez de esperar, faça você mesmo acontecer. Em outros termos: na falta de incentivo para produzir quadrinhos, procure formas alternativas de bancar o projeto.

Foi o que fez o desenhista Flávio Dealmeida. Aliás, ainda está fazendo. Com 34 anos de profissão, ele criou um blog para tentar custear a produção de um álbum em quadrinhos.

A proposta também é simples: conseguir o dinheiro por meio de doações. Tanto que o nome da página virtual vai direto ao ponto: "Patrocine uma HQ!"

O autor pretende arrecadar R$ 4 mil, dinheiro que acredita ser suficiente para se manter durante quatro meses e, assim, poder se dedicar exclusivamente à obra.

                                                         ***

"A ideia surgiu a partir do momento em que vi que seria inviável, pra mim, fazer essa HQ sem um patrocínio. Vivo do meu trabalho, vivo de frilas, não tenho um emprego fixo", diz.

"Com esse patrocínio, durante quatro meses, as minhas contas estarão pagas e poderei me dedicar a ele de corpo e alma. Como tudo que faço na vida."

Ele dividiu o valor total em cotas de R$ 200 cada uma. Adquirir uma delas garante, como contraparte, o envio de desenhos autografados e da obra, quando ficar pronta.

A página virtual mostra algumas amostras da história, que promete aventura e ação e que está programada para ter cem páginas.

                                                         ***

Dealmeida é enigmático sobre o conteúdo da trama, que destoa de seus trabalhos mais conhecidos, todos na área do humor.

Ele apresenta apenas alguns rostos dos personagens, com o conteúdo dos balões de fala distorcidos. Pergunto a ele se esse mistério não afastaria os doadores.

"Não acho. Quando eu coloco os estudos da história na página, eu meio que dou uma pista de que não é um album de humor e já dá pra saber que é uma história de época."

"Tenho o cuidado de não revelar a História porque ela poderia ser copiada por alguém, já que modéstia à parte, a ideia é muito boa, inusitada e original."

                                                         ***

Outra pergunta feita a ele é se o histórico muito ligado ao humor não seria outro impeditivo para as doações.

"Fiquei muito estigmatizado com esse rótulo de humor na minha testa", diz o autor, que hoje mora em Santo Antônio de Pádua, região noroeste do Rio de Janeiro.

"Uma pessoa que cria não pode se limitar e, pior, se deixar limitar. Tenho muitas áreas que ainda não foram exploradas e essa seria apenas a primeira de tantas que quero fazer."

Dealmeida diz já ter um esboço das oito primeiras páginas. O blog dele tem os contatos para as doações, ideia diferente e, por isso, noticiada. Segue o link.

Escrito por PAULO RAMOS às 10h30
[comente] [ link ]

19.06.11

Marcio Araujo de Sousa (1946-2011)

 

  • Roteirista e músico foi criador dos personagens Louco e Bugu, da Turma da Mônica
  • Marcio Araujo era irmão de Mauricio de Sousa e cuidava de estúdio de som
  • Corpo foi enterrado nesse sábado, em São Paulo; Sousa lutava contra um câncer

 

Louco. Crédito: imagem reproduzida da internet

 

Marcio Araujo (à esquerda), com o irmão Mauricio de Sousa. Crédito: assessoria de imprensa de Mauricio de Sousa

 

Há uma frase que Mauricio de Sousa circula de que o verdadeiro artista da família não era ele, mas, sim, o irmão. A frase se pautava na veia musical de Marcio Araujo de Sousa.

Não era de estranhar, então, que canções compostas por ele tenham sido cantadas durante seu velório nesse sábado. O corpo foi enterrado às 16h no Cemitério da Paz, em São Paulo.

Marcio Araujo lutava contra um câncer, descoberto há cerca de oito meses. Optou por dividir o tratamento com os afazeres habituais na empresa do irmão.

Era ele quem cuidava do estúdio de som, que provia as canções e as dublagens ligadas às diversas produções da Turma da Mônica. Estima-se que ele tenha composto mil músicas.

                                                          ***

Fora do âmbito musical, Marcio Araujo soma nos créditos a criação de dois dos personagens mais amalucados da Turma da Mônica, os imprevisíveis Louco e Bugu.

Coincidência ou não, serviu de inspiração para que o irmão desenvolvesse dois outros tipos que fugiam do convencional: Rolo, amigo de Tina, e Mano, das tiras de "Os Sousa".

O músico aparentava estar bem nas últimas semanas, apesar do tratamento quimioterápico. O quadro piorou. O falecimento foi na madrugada de sábado.

Mauricio de Sousa comentou a morte no Twitter. Ele postou a foto de um oceano com um sol ao fundo, acompanhada da frase: "Marcio, meu irmão, a caminho da luz".

Escrito por PAULO RAMOS às 11h17
[comente] [ link ]

14.06.11

Convite

 

Sessão de autógrafos de Bienvenido em Canoas e Porto Alegre, nesta quarta-feira, 15.06

Escrito por PAULO RAMOS às 12h48
[comente] [ link ]

08.06.11

Autores de Chibata negam acusação de plágio

 

  • Escritor e desenhita do álbum da Conrad dizem não ter plagiado peça de teatro
  • "Uma injustiça como nunca antes sofri", diz roteirista da obra, lançada em 2008
  • Editora diz a jornal que irá recorrer da decisão que a condenou por plágio

 

Revolta da Chibata. Crédito: editora Conrad

 

Os dois autores do álbum "Chibata! João Cândido e a Revolta que Abalou o Brasil" negaram nesta quarta-feira as acusações de plágio envolvendo a obra.

"Orgulho-me de cabeça erguida do livro que escrevi. Não plagiei na criação do livro", diz Olinto Gadelha, roteirista do trabalho, lançado no fim de 2008 pela editora Conrad.

"Tudo isso parece uma brincadeira de mau gosto, e uma injustiça como nunca antes sofri."

O desenhista da obra, Hemeterio, tem fala semelhante. "A acusação não procede, basta apenas boa vontade para comparar as obras."

                                                         ***

O assunto veio à tona nesta semana, em reportagem de "O Estado de S. Paulo". O jornal noticiou que a Conrad havia reproduzido na obra trechos de uma peça teatral.

A ação foi movida pelo dramaturgo César Vieira, responsável pela peça. Ele venceu em primeira instância. A editora afirmou ao jornal que irá recorrer da decisão. 

A peça "João Cândido do Brasil - A Revolta da Chibata" é de 2001, sete anos antes de o álbum ser publicado.

Segundo o texto da sentença judicial, emitida no último dia 30, houve "reprodução fiel de ideias, detalhes, desenrolar de fatos e trechos muito particulares da obra do autor".

                                                          ***

O argumento central da dupla de quadrinistas é o da comparação. Segundo eles, bastaria um pouco de "boa vontade" para perceber que se trata de produtos diferentes.

"O que houve é que contamos o mesmo fato histórico, fato esse que dispõe de fontes escassas", diz Hemeterio.

"Nossa principal referência foi, obviamente, o livro de Edmar Morel ["A Revolta da Chibata", de 1979], mas também nos lembramos da música de Aldir Blanc e João Bosco, entrevistas com o próprio João Cândido e decidimos também referenciar a peça citando apenas uma personagem da montagem para o teatro."

"Que se busque ler as duas obras, e compare-as com a história documentada (Edmar Morel, outros autores, web etc) e isso fica mais que comprovado", completa Gadelha.

                                                          ***

Dos dois, o escritor demonstra ter sido o que mais sentiu a polêmica e a acusação. "Estou devastado", diz.

"Trabalhei feito louco para pesquisar, escrever e homenagear não só a figura de João Cândido, quanto a todos os bravos que ousaram contar essa história, inclusive este que me acusa."

Pela sentença, a Conrad teria de recolher e interromper a distribuição da obra e pagar indenização de 40 salários mínimos.

"Chibata! João Cândido e a Revolta que Abalou o Brasil" foi escolhido por jornalistas da área de quadrinhos o melhor álbum de 2008, em votação feita pelo blog "Gibizada".

Escrito por PAULO RAMOS às 17h43
[comente] [ link ]

[ ver mensagens anteriores ]