26.09.11

Sergio Bonelli (1932-2011)

 

  • Principal editor de quadrinhos da Itália morreu nesta segunda-feira
  • Criador de Zagor e Mister No estava internado havia uma semana
  • Causa da morte não foi confirmada; problemas de saúde começaram em agosto

 

Zagor. Crédito: Sergio Bonelli Editore

 

O roteirista e editor de quadrinhos Sergio Bonelli morreu nesta segunda-feira na Itália, aos 79 anos. A causa do falecimento ainda não foi informada. Segundo a imprensa italiana, ele enfrentava problemas de saúde desde agosto e estava internado havia uma semana.

Ele comandava a principal editora de quadrinhos italiana, que levava o seu nome. A atuação no setor começou na década de 1950, com o pai, Gian Luigi Bonelli, criador de Tex.

Em paralelo à atuação na empresa, Sergio Bonelli criou também personagens próprios, como Mister No e Zagor, o mais famoso. Costumava usar um pseudônimo, Guido Nollita.

Os personagens da editora italiana são lançados há décadas no Brasil. Atualmente, parte do catálogo é editado pela Mythos. Tex é o carro-chefe, tanto na Itália quanto aqui.

Escrito por PAULO RAMOS às 17h43
[comente] [ link ]

13.09.11

Convite: lançamento de Faces do Humor no Rio de Janeiro

 

Lançamento no Rio de Janeiro: quarta-feira, dia 14.09, às 19h30, na Livraria Travessa de Ipanema

Escrito por PAULO RAMOS às 00h39
[comente] [ link ]

12.09.11

Robin Hood marca entrada de editora na área de HQs

 

  • Álbum inglês tem desenhos de autor que mora há três décadas no Brasil
  • Lançada em 2009, obra adapta para os quadrinhos lenda de Robin Hood
  • Publicação é um dos títulos de HQ listados no catálogo da Edições SM

 

Capa inglesa da adaptação de Robin Hood

 


As bienais do livro costumam concentrar lançamentos e trazer algumas surpresas. A desta edição, realizada no Rio de Janeiro, foi a entrada da Edições SM no setor de quadrinhos.

Um dos títulos elencados é a adaptação da história de Robin Hood desenhada por Sam Hart, autor nascido na Inglaterra, mas que mora no Brasil desde os 10 anos de idade.

A obra inglesa foi publicada em 2009 e tem roteiro de Tony Lee. Trata-se de uma das parcerias entre os dois autores. Ambos adaptaram também a história de Rei Arthur.

A edição nacional terá 160 páginas. O preço não foi informado.

                                                         ***

Hart já aventava a possibilidade de a obra da editora Walker Books sair no Brasil em junho de 2009, quando o blog noticiou a adaptação.

Segundo o desenhista disse na ocasião, os direitos pertenciam aos dois autores.

"Robin Hood" se soma a outros quatro títulos de quadrinhos que a Edições SM planeja publicar. Um deles é o experimental "A Chegada", de Shaun Tan (128 págs.).

O álbum europeu foi um dos vencedores no Festival Internacional de Angoulême, referência na premiação de histórias em quadrinhos na Europa.

                                                          ***

Os demais lançamentos, como "Robin Hood", são baseados em adaptações literárias. Todas terão, no entanto, menos páginas. E um ponto comum: autoria de espanhóis.

A lista inclui "Médico à Força", de Molière, "A Odisséia", de Homero, "O Estranho Caso de Doutor Jekyll e Mister Hide", de Robert Louis Stevenson.

A opção por conteúdo literário tem um olhar no meio educacional, principal público-alvo da editora. O interesse é explicitado pelo catálogo da SM divulgado à imprensa.

O texto de apresentação dos quadrinhos diz que eles "fornecem elementos importantes ao aprendizado da leitura, tornando-se cada vez mais um valioso instrumento para o ensino de Língua Portuguesa".

Escrito por PAULO RAMOS às 19h51
[comente] [ link ]

08.09.11

Bando de Dois é principal premiado do HQMix

 

  • Álbum de Danilo Beyruth venceu três categorias da premiação de quadrinhos
  • Nomes dos vencedores caíram na internet na tarde desta quinta-feira
  • Cerimônia de entrega dos troféus será no dia 16 deste mês em São Paulo

 

Bando de Dois. Crédito: editora Zarabatana Books

 


O álbum "Bando de Dois", de Danilo Beyruth, foi o destaque da 23ª edição do Troféu HQMix, o principal da área de quadrinhos do país. A obra venceu em três categorias.

Beyruth foi escolhido como melhor desenhista e roteirista nacional. "Bando de Dois" também foi eleito melhor edição especial nacional de 2010, ano-base da premiação.

O trabalho mostrava a história de dois cancageiros, que procuram se vingar de quem matou o bando de quem faziam parte e integrava o edital paulista de produção de quadrinhos.

Com os prêmios, a obra conseguiu se destacar num dos anos com maior volume de álbuns nacionais, publicados por diferentes editoras.

                                                          ***

O desenhista Gustavo Duarte foi outro que recebeu mais de um prêmio. Foi escolhido melhor caricaturista e por publicação independente em edição única, por "Taxi".

Nas demais categorias, houve uma divisão equânime dos prêmios.

No item contribuição à área de quadrinhos, uma das poucas selecionadas pela comissão organizadora do prêmio, foi indicada a Flip (Festa Literária Internacional de Paraty).

A festa literária tem reservado espaço para discussão de quadrinhos e recebeu, nas últimas edições, autores como Robert Crumb e Joe Sacco, premiado como roteirista estrangeiro. 

                                                          ***

Os premiados foram informados por e-mail, nas últimas semanas, pela comissão organizadora do troféu.

A lista completa começou a circular na tarde desta quinta-feira no blog do desenhista Gilmar. Da página, caiu no Twitter e começou a circular entre autores e leitores.

Os nomes conferem com o que já se ouvia informalmente no circuito de conversas ligadas à área. É da página de Gilmar que o blog reproduz os vencedores deste ano.

A cerimônia de entrega dos prêmios será no próximo dia 16, às 19h30, no teatro do Sesc Pompeia, em São Paulo.

                                                          ***

Adaptação para os quadrinhos - Os Sertões, A Luta

Caricaturista - Gustavo Duarte

Cartunista - Allan Sieber

 Chargista - Angeli

 Desenhista Estrangeiro - John Romita Jr.

 Desenhista Nacional - Danilo Beyruth

 Destaque Internacional - Fábio Moon e Gabriel Bá

 Destaque Latino-americano - La Fiesta Pagana (Bolívia) La Rosca Comics

Edição Especial Estrangeira - Ranxerox

Edição Especial Nacional - Bando de Dois

Editora do Ano - Cia. das Letras/Quadrinhos na Cia

Evento - Rio Comicon

Exposição - Zeróis, Ziraldo na tela grande

Grande Contribuição - Flip

Grande Mestre - Paulo Caruso

Homenagem Especial - Bar Tutti Giorni

Homenagem Especial - Revista Ilustrar

Livro Teórico - Bienvenido - Um Passeio pelos Quadrinhos Argentinos

Mídia sobre Quadrinhos - UniversoHQ

Novo Talento - Desenhista - Felipe Massafera

Novo Talento - Roteirista - Daniel Galera

Produção em Outras Linguagens - Malditos Cartunistas

Projeto Editorial - Calendário Pindura 2011

Publicação de Aventura/Terror/Ficção - Vertigo

Publicação de Caricaturas - Bravo - Literatura & Futebol

Publicação de Cartuns - Cócegas no Raciocínio

Publicação de Charges - Gibi do Glauco

Publicação de Clássico - Peanuts Completo

Publicação de Tiras - Níquel Náusea -  A Vaca foi pro Brejo

Publicação Erótica - Quadrinhos Sacanas - O Catecismo Brasileiro

Publicação Independente de Autor - O Cabra

Publicação Independente de Grupo - Café Espacial

Publicação Independente Edição Única (one-shot) - Taxi

Publicação Infantil/Juvenil - Pequenos Heróis

Publicação Mix - MSP+50 - Mauricio de Sousa por mais 50 Artistas

Roteirista Estrangeiro - Joe Sacco

 Roteirista Nacional - Danilo Beyruth

Salão e Festival - 3º Salão Internacional de Humor da Amazônia

Tira Nacional - Piratas do Tietê

 Tese de Doutorado - José Mendes André

Tese de Mestrado - Marcia Casturini

Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) - Leonardo Poglia Vidal

Web Quadrinhos - Linha do Trem

Escrito por PAULO RAMOS às 21h18
[comente] [ link ]

07.09.11

Mauricio de Sousa abre programação do FIQ

 

  • Criador da Turma da Mônica participa de bate-papo na noite do dia 09.11
  • Desenhista e empresário é o principal homenageado do encontro de HQ
  • Festival lembrará também escritor argentino Carlos Trillo, morto este ano

 

Festival Internacional de Quadrinhos. Crédito: divulgação

 

 

Ao homenageado, todo o destaque. Além do cartaz, Mauricio de Sousa irá também abrir a programação do FIQ (Festival Internacional de Quadrinhos), em 9 de novembro.

O desenhista e empresário participa de um bate-papo às 18h. A conversa será mediada por Afonso Andrade, um dos organizadores do encontro, realizado em Belo Horizonte.

Os dias e os horários das primeiras palestras e mesas foram divulgados neste meio de semana. O festival bienal irá até o domingo seguinte, dia 13, na Serraria Souza Pinto.

O local onde os debates irão ocorrer receberá o nome de Carlos Trillo, como forma de homenagem. O escritor argentino, morto este ano, era um dos convidados do festival.

                                                             ***

Como nas anteriores, esta sétima edição do FIQ procura reunir desenhistas nacionais e estrangeiros e profissionais da área para discutir temas ligados ao setor.

O primeiro desses debates ocorre duas horas após a conversa com Mauricio de Sousa. O tema será "perspectivas do mercado de quadrinhos no Brasil".

O roteiro de alternar conversas com desenhista e discussões temáticas, usado na abertura, dará o tom da programação nos demais dias do festival (a entrada é franca)

Estão pautados bate-papos com Marguerite Abouet e Cyril Pedrosa (10.11, 16h), João Marcos e Jean (11.11, 9h30), Gabriel Bá e Fábio Moon (11.11, 11h30), Bill Sienkiewicz (12.11, 16h) e Jill Thompson (13.11, 10h).

                                                             ***

Os debates tomam a maior parte do restante da programação.Há dois no dia 10, sobre editores, com Claudio Martini, Fabrício Waltrick e Wellington Srbek (às 18h) e sobre mercado europeu de quadrinhos, com Ana Luisa Koehler, Horacio Altuna e Wander Antunes (às 20h).

No dia seguinte, ocorrem três: adaptações literárias, com Cesar Lobo, Luiz Antônio Aguiar, Lelis e Luciano Irrthum (16h); novelas gráficas, com Jaime Martin, Rafael Coutinho e Victor Cafaggi (18h); mulheres nos quadrinhos, com Adriana Melo, Erica Awano e Chiquinha.

No sábado, ocorrem quatro: tiras, com Kioskerman, Alves, Ryot e Fernando Gonsales (10h); autopublicação, com Fabiano Barroso, Flávio Luiz, Gustavo Duarte e Pedro Franz (11h30); DC Comics, com Ivan Reis, Eddy Barrows, Joe Prado e Eddie Berganza (18h); Coreia do Sul, com Park Sang-Sun, Chon Kye-Young e Komacon (20h).

No domingo, duas mesas fecham a programação: música e quadrinhos, com Laudo Ferreira Jr., Eduardo Medeiros, Felipe Garrocho e Eduardo Damasceno (11h30); Marvel Comics, com C. B. Cebulski, Mike Deodato, Will Conrad, Matt Fraction e Kelly Sue (18h).

                                                           ***

Segundo a organização, a programação ainda pode sofrer ajustes. Mas esses primeiros dados já ajudam o futuro visitante a se organizar em termos de hospedagens e passagens.

O FIQ será um dos encontros de quadrinhos programados para este semestre. Outro, a Rio Comicon, ocorre entre 20 e 23 de outubro, na Estação Leopoldina, no Rio de Janeiro.

Apesar de ser realizado antes do FIQ, os organizadores ainda não divulgaram quem serão os convidados ou a programação.

O blog apurou, com confirmação de duas fontes diferentes, que os argentinos Liniers e Salvador Sanz estarão entre os participantes internacionais.

 

Escrito por PAULO RAMOS às 21h46
[comente] [ link ]

02.09.11

Convite: Faces do Humor em Curitiba

 

Faces do Humor. Lançamento em Curitiba, dia 03.09, às 17h30

 

Lanço "Faces do Humor - Uma Aproximação entre Piadas e Tiras" neste sábado, às 17h30, na Itiban, em Curitiba. A arte acima dá todos os detalhes.

Só reforçaria a informação de que vai haver uma mesa entre mim e os desenhistas Benett e Pryscila Vieira, ambos autores de tiras. A mediação será de Lielson Zeni.

Fica o convite.

Escrito por PAULO RAMOS às 12h22
[comente] [ link ]

[ ver mensagens anteriores ]